viagem-surpresa

Afinal, o que são as  viagens surpresa?

Viagens surpresa, a moda das viagens surpresa | João Barrigudo

Tal como indica, as viagens surpresa são viagens surpresa. Ou seja, o viajante compra um pacote, sabe o que nele vem incluído, mas no momento da compra, não sabe o destino. A ideia é, precisamente, surpreender-se com o destino, assim como com tudo o que está associado a essa viagem.

São cada vez mais os sites de viagens surpresa à disposição na Net. E é interessante ver como há cada vez mais viajantes interessados – e curiosos – para explorar esse conceito.

Obviamente que cada site é diferente, mas por norma, tudo começa com o site a perguntar-lhe de onde quer partir e a pedir-lhe quantas pessoas irão na viagem. Depois, são-lhe apresentados diferentes pacotes, como diversos preços.

 

O que vem incluído nas viagens surpresa?

Como referi anteriormente, aquilo que vem incluído na viagem surpresa varia de pacote para pacote, mas também da agência e/ou site com que compra. Por isso, eia sempre muuuito bem as condições para saber o que vem incluído na hora de comprar uma viagem surpresa. Em todo o caso, aqui ficam alguns exemplos:

  • Voo
  • Hotel (normalmente é indica o tipo de hotel e serviço, indicando se é num hostel ou o número de estrelas do hotel, por exemplo)
  • Indicação se o destino é dentro ou fora da Europa
  • Etc.

No momento da compra, deverá também definir as datas da viagem, assim como indicar os dados do(s) passageiro(s) para que posteriormente a empresa cuide de toda a logística.

Preços das viagens surpresa

Relativamente às viagens surpresa e respectivos preços, também isto depende da agência/site com que comprar. Por um lado, depende do tipo de pacote que preferir, assim como do número de dias. Obviamente que ao pagar mais, poderá contar com uma oferta mais elaborada, num destino menos provável ou com uma estadia mais luxuosa, por exemplo.

Viagens surpresa: Sim ou não?

Pessoalmente, acho que as viagens surpresa mais não são do que uma réplica dos pacotes de viagem que estão disponíveis pelas maiorias das agências. Em termos financeiros e de custo de viagem, continuo a achar que sai mais barato organizar a sua própria viagem. Aliás, na hora de poupar para viajar, organizar tudo com antecedência e por conta própria é, sem dúvida, a melhor forma de poupar – já agora, aqui ficam algumas dicas para poupar em viagem.

Sinceramente, vejo que o seu maior apelativo é precisamente o factor surpresa – vamos para Londres? Ou explorar castelos na Roménia? Isto aliado a chegar a um destino sem ter nada preparado ou até, quem sabe, chegar a um local do qual nunca ouvimos sequer falar.

 

E desse lado, já experimentaram ou experimentariam este conceito? Ou acham que a  moda das viagens surpresa é apenas algo passageiro?