tipos-de-arepa

Tipos de arepas

Chega uma pessoa à Colombia e quer logo comer arepas, certo? Pois foi com muita surpresa que constatei, logo nos primeiros dias em Medellin, que aquilo que eu pensava que eram as arepas, não era bem “só” isso! Como só tinha comido arepas venezuelas, cheguei a pensar que a diferença era essa e que as arepas da Venezuela eram diferentes das arepas da Colombia e ponto.

Contudo, a diferença não se limita ao país. Na Colômbia, há vários tipos de arepas – e não me refiro apenas ao recheio, falo mesmo da preparação e tipo de milho usado! Oram vejam.

 

Tipos de Arepas Colombianas

 

Arepa Paisa ou Antioqueña

A arepa Paisa é típica de Medellín, que se situa na região de Antioquia na Colômbia (daí o nome) e não tem nada a ver com as outras arepas. Bem mais fina, quase que tostada, é feita com milho branco.
E, vão por mim, casa bem com chouriço e salsicha. Como são mais secas, pois não levam nem sal, nem açúcar; o recheio aqui é mesmo importante! Admito: não é das minhas favoritas.

Arepa de Choclo

Estas são mais parecidas com as panquecas e são feitas de grãos de milho jovem, podendo até levar açúcar. Enfim: uma arepa sobremesa.

 

Arepa Santander

No caso das arepas Santander, a massa é feita de milho, mandioca e chicharrón esmagado – ah, chicharrón são torresmos e um pitéu por aqui (assim como em Espanha).

 

Arepa Boyacense

Além de milho amarelo, estes tipos de arepas são mais doces e têm recheio de requeijão fresco.

 

Arepa de Ovo

Já este tipo de arepa colombiana é feita de milho branco e leva um ovo inteiro dentro. Tem que ser bom.

 

Tipos de Arepas Venezuelanas

Relativamente às arepas venezuelanas, estas são feitas com uma farinha de milho branca ou amarela pré-cozida e tem de ser de uma marca específica. Por isso, são tão particulares.
Depois, é claro, que há um sem fim de recheios (feijão, guacamole, queijo, carne, etc.), mas é essa farinha específica que as faz tão especiais quanto ao sabor.

 

AS AREPAS:

Quer na Colômbia, quer na Venezuela, as arepas são uma verdadeira instituição e fazem parte da herança cultural indígena dos dois países. Ao pequeno-almoço ou ao jantar, a arepa está sempre na mesa – quase como que o pão para em Portugal e noutros países.