nomada-digital-madrid

Ser nómada digital em Madrid

Na minha opinião, ser nómada digital em Madrid tem os seus aliciantes. Todavia, foi para matar saudades da minha velha cidade e amigos, que decidi começar em Madrid. Isto, porque vivi aqui durante cinco anos!

Na hora de ser nómada digital em Espanha, cidades como Barcelona ou Valência parecem estar entre as favoritas. Contudo, na minha opinião, Madrid tem também os seus apelativos, pois não só há muito para visitar fazer em Madrid, como é uma cidade cheia de vida e muito aberta!

10-melhores-restaurantes-em-madrid
Callao, Madrid

Pontos positivos

Por ser uma capital, aqui vão encontrar de tudo: desde boa oferta cultural, a parques e, claro, excelentes restaurantes em Madrid.
Além disso, é uma cidade que encaixa em todos os bolsos. Ou seja, é possível comer barato, assim como encontrar actividades gratuitas.

O mesmo quanto à Internet, pois outra vantagem de ser nómada digital em Madrid é que a cidade tem um Google Campus. Para quem não conhece o conceito, o Google Campus é um coworking gigante e GRATUITO. E como é do Google, podem contar com uma excelente Internet, sendo também óptimo para fazer networking.
Pessoalmente, também considero que Madrid é uma cidade que sabe receber. Afinal, como “ninguém é de Madrid”, todos são bem-vindos. Ainda assim, recomendo que pelo menos arranhem o espanhol, pois em Madrid, até vendem a mãe, na hora de evitar falar inglês.

madrid-o-que-fazer

Pontos negativos

Como dizia antes, para quem não sabe espanhol, Madrid tem as suas dificuldades. Além disso, e apesar de ser uma cidade para todos os bolsos, actualmente alugar casa está pela hora da morte! E ter que viver nos “afueras” de Madrid, onde estão os preços acessíveis, significa viver em zonas unicamente residenciais, a mais de uma hora do centro! Ou seja, ir viver para onde Judas perdeu as botas e onde “no pasa nada”!

Outro problema é o clima de Madrid, pois no verão, é um calor do demo. Já os invernos são uns fofinhos, onde apesar do frio, reina o sol azul!