blog-de-viagens

Viajantes Barrigudos: JustGo by Sofia

Mais do que (mais) um blog de viagens o JustGo by Sofia Martins é um espaço de promoção de boas práticas de turismo, em termos de acessibilidades, para pessoas com mobilidade reduzida. No site, Sofia conta as suas aventuras de viagens e ainda divulga espaços, onde as boas condições de acessibilidade estão garantidas.

Sofia ficou paraplégica depois de um acidente de carro, mas nem assim parou! Hoje em dia, continua a viajar. Aliás, com o seu limitações, o seu lema é sempre JustGo!

“O turismo acessível procura proporcionar serviços a cidadãos que tenham alguma limitação, deficiência ou incapacidade, seja ela permanente ou temporária. Todos nós enfrntamos, ao longo da vida, diferentes situações de mobilidade, como sendo crianças, seniores, grávidas, pais com carrinhos de bebé, etc. A acessibilidade no turismo permite, assim, o acesso e a utilização dos equipamentos por todas as pessoas, quer tenham mobilidade reduzida ou não.

O ‘acessível’ pode ser bonito, ter estilo e passar despercebido, servindo, assim, todas as pessoas.”

justgo-sofia-martins
Em Pequim

1. Sem ser a parte da sobrevivência, qual a importância da comida quando viajas?
Adoro experimentar a gastronomia dos países que visito. É uma das formas de se conhecerem os povos, as suas raízes e tradições.

2. Já alguma vez escolheste um destino em função da gastronomia local?
Já fiz algumas viagens gastronómicas a Espanha, indo à partida com restaurantes já escolhidos e reservados.

 

Sofia-Just-Go
Numa viagem a Oslo

 

3. Gastronomia/país que mais te surpreendeu no que toca à comida?
Claro que a China foi o país que mais me surpreendeu devido à diferença, mas talvez Espanha seja o país onde mais gosto de comer.

4. Melhor comida de rua 
Não sou muito de arriscar comida de rua, sinceramente tenho algum receio.

5. A melhor refeição em viagem 
Não consigo destacar uma mas gostei muito das refeições que fiz na China.

6. A pior refeição em viagem
A pior refeição de viagem foi em Milão, em Itália. Escolhi um restaurante de propósito para comer o tradicional risotto milanês e era muito mau. Talvez tenha tido azar e não tenha feito a melhor escolha.

blog-de-viagens-portugal

7. A refeição mais cara 
Não houve nenhuma, em viagem, que tenha sido marcante.

8. A comida mais estranha até hoje e onde
A mais estranha não fui eu que comi, mas o vizinho da mesa do lado, num restaurante em Macau, que comia de um prato repleto de malaguetas e só passado algum tempo é que percebi que havia uns cubos de carne lá pelo meio. Não me atrevi a pedir o mesmo!

9. Que comida mais sentes falta em viagem?
Aquilo que mais me apetece comer quando regresso das viagens é peixe. A não ser que vá para um destino de peixe não costumo optar muito por esse tipo de comida. Vivo numa cidade de peixe e este está sempre presente na minha alimentação.

10. Se tivesses de escolher um tipo de comida, para comer para sempre, seria:
Adoro as tapas espanholas, acho que podia comer todos os dias!

 

*Todas as fotos são de Sofia Martinhs, Facebook JustGo