guia-para-visitar-amesterdao

Guia para visitar Amesterdão

visitar Amesterdão, Amesterdão visitar | João Barrigudo

Neste guia para visitar Amesterdão, vou dar-lhe algumas ideias e dicas, mas também partilhar algumas histórias e curiosidades sobre esta cidade fantástica. Afinal, a capital que não é capital (só honorária, pois a capital e sede do governo é Haia) da Holanda, cujo o nome oficial do país é, em boa verdade, Países Baixos. Aliás, se traduzirmos à letra o nome seria país baixo, já que em holandês diz-se Nederland, no singular, de modo a incluir as duas províncias (norte e sul) do país num só. E já que estamos a ser exactos, a língua oficial não é o holandês, mas sim neerlandês.
Agora que estamos esclarecidos, que se dane tudo e foco em Amesterdão!

1. Como visitar Amesterdão?

Opções não lhe faltam para explorar os mais de 100 km de canais, cerca de 90 ilhas e 1500 pontes da cidade! Agora diga, o que é que prefere autocarro, metro, bicicleta, barco ou caminhar?
Quanto a transportes públicos em Amesterdão, não só há muita opção, como a cidade está bem conectada e, melhor ainda, funciona tudo a horas.
Pessoalmente, recomendo-lhe caminhar, já que as principais atracções turísticas estão bastante concentradas e a própria cidade é bastante pequenina, ou seja, caminhável.
Se sabe andar de bicicleta, alugue uma, pois é uma excelente forma de visitar a cidade.

2. Bicicleta em Amesterdão

Bicicleta-em-Amesterdao

Se sabe andar de bicicleta e se tem uma certa dose de loucura! Não me entendam mal, acho os holandeses uns porreiros e adoooooro andar de bicicleta! Contudo, os holandeses são loucos! Não só vão a grande velocidade, como se quando o sinal muda para verde já não está a pedalar, já estão eles a tocar a campainha e a passar-lhe à frente com cara de zangados!
Contudo, não deixe de apreciar a cena, porque é muito incrível! Isso e os parques de estacionamento de bicicletas! Particularmente, o parque junto à Amsterdam Central Station, merece umas fotografias!

E antes que pensem que estou exagerar, estima-se que há 15 mil ciclovias em Amesterdão! Isso e milhares de bicletas! Sendo que se contarmos com as que caíram/foram tiradas aos canais, milhões!

3. Museus de Amesterdão

museus-Amesterdao

Obviamente que neste guia para visitar Amesterdão também há dicas de museus. Nesse sentido, estes são os museus de Amesterdão mais visitados.

  • Rijksmuseum: A sua fachada, onde antes estavam as letras IAMSTERDAM, fazem parte da imagem-postal da cidade. É, sem dúvida, um dos mais importantes museus de arte do mundo, com mais de 2 mil obras em exposição. O principal destaque são quadros de Rembrandt e da Século de Ouro dos Países Baixos – em neerlandês: Gouden Eeuw.
  • Museu Van Gogh: Inteiramente dedicado ao pintor, este museu já superou várias vezes o Rijksmuseum em visitas. Aqui estão algumas das mais icónicas obras do pintor.
  • The Amsterdam Museum: A melhor forma de ficar a conhecer a história da cidade
  • Sexmuseum Amsterdam: Inaugurado em 1985, é o mais antigo museu sobre sexo do mundo! Sinceramente gostei muito.
  • Anne Frank House: Além de puder visitar a casa onde Anne Frank esteve escondida até 1944 e ficar a saber mais sobre ela, a sua família e II Guerra Mundial, a casa tem exposições muito interessantes. Pessoalmente, foi dos meus museus favoritos.

IMPORTANTE: Para evitar filas, compre sempre os bilhetes online. No caso da Casa de Anne Frank e os bilhetes estão apenas à venda online. Além disso, esgotam MUITO rapidamente. E por rapidamente, entenda-se, um ou dois meses antes.

4. Coffee shops em Amesterdão

Coffee-shops-em-Amesterdao
As leis (muuuito) liberais da Holanda, fazem muitos pensar no país como um maluco libertino. Contudo, as coisas não são bem assim, até porque os holandeses levam as leis e regras à séria. Sim, é verdade que há cafés onde “fumar droga em Amesterdão”. Contudo, entenda que por droga, estamos a falar de cannabis, ok? Ou seja, ninguém anda a distribuir shots de heroina – e isto, também não existe!
Todavia, o facto de estes cafés existirem, isso não significa que a cannabis seja legal na Holanda. Ela é, mas em determinados contextos e muitas regras. Por exemplo, se um polícia o(a) vir a fumar na rua, irão certamente falar consigo para que não o faça. Nestes casos, respeite ou terá de pagar multa ou até ir até à esquadra.
Assim sendo, faça-o sempre nas coffee shops e aceite os conselhos dos trabalhadores, se eles dizem que é forte, é porque é mesmo forte. Se preferir não fumar, mas ainda assim quiser experimentar, pode sempre optar pelos spacakes, tipo queques/muffins, mas feitos com canabis. Ah, e lembre-se: nas coffee shops nada de álcool.

5. Red Light em Amesterdão

Red-Light-em-Amesterdao

Em quase todas as cidades holandesas, assim como na Bélgica ou na Alemanha, é possível encontrar uma Red Light. Este é o nome dado aos bairros, onde trabalham as prostitutas eprostitutos. Em muitos locais, são apenas uma rua. Contudo, em Amesterdão é mais do que isso e, verdade seja dita, é hoje uma das principais atrações de Amesterdão. Contudo, mostrem algum respeito, já aquelas senhoras e senhores estão ali a trabalhar.

Na Holanda, a prostituição é legal. Ou seja, pagam-se impostas, têm direito a férias, assim como a assistência médica, etc. Os trabalhadores podem também recusar clientes. Contudo, apesar das vantagens da legalização, isso não isenta o tema de controvérsia ou polémica. Aliás, são comuns histórias de mulheres que são muitas vezes coagidas a trabalhar nestes locais!

6. As melhores festas de Amesterdão

Se quer ver os holandeses a divertirem-se à séria, há duas datas mmuuuito especiais – e divertidas! Aponte-as no calendário:

  • Carnaval em Fevereiro
  • King’s Day a 27 de abril (pelo menos enquanto o rei for o senhor Willem-Alexander)

Nestas datas, Amesterdão é uma festa de cor, gente na rua e barcos nos canais! Estas são aquelas datas em que tudo, mas mesmo tudo é permitido nas ruas! Nestas datas e, claro, nos dias em que joga a seleção de futebol holandesa! Aliás, nestes dias, assim como aquando a celebração do King’s Day a cidade veste-de cor-de-laraja bem, bem berrante – a cor oficial do país.

7. Bar da ressaca em Amesterdão

Amesterdão foi a primeira capital europeia a abrir um bar exclusivamente para para ressacados. Aliás, a coisa aqui é tão levada a sério, que antes de entrar, os visitantes veem medido o seu nível de alcoolémia!
E como é que se chama o bar? **suspense** Hangover Bar – vejam o vídeo acima para mais informação!

8. Gastronomia holandesa

Como em qualquer guia, também neste guia para visitar Amesterdão, tínhamos de falar de comida. Ora, ora, os holandeses podem não ser tão aborrecidos como os alemães na hora de comer, contudo isso não faz deles os mestres da culinária. Assim sendo, eis algumas comidas de Amesterdão que tem de experimentar:

  • Batatas fritas: Sem dúvida, um dos grandes amores nacionais. Aliás, se querem iniciar uma discussão, basta afirmarem que as batatas fritas são belgas
  • Stroopwafels: No fundo, são tipo umas belgas, mas mais densas e doces. Pode pedi-las com calda.
  • Queijo Gouda: Originário na cidade holandesa de Gouda, este queijo é estrela em todo o país!
  • Pão: Possivelmente o principal alimento na gastronomia holandesa. Aqui há um sem fim de variações. Sendo que entre as coisas mais bizarras, na minha opinião, que podem comer em Amesterdão é pão com manteiga e pepitas de chocolate! Aliás, graças à colonização holandesa, este é também um pitéu popular se vão viajar na Indonésia.

Contudo, nada tema: como cidade internacional e multicultural que é, o que não falta são opções de restaurantes em Amesterdão para todos os gostos – e bolsos! A par disso, bebe-se muito café e cerveja. Sim, isto é gente que prefere cerveja a vinho. Aliás, há um sem fim de cervejarias artesanais na cidade, se quer experimentar!

9. Um almoço no Albert Heijn

O Albert Heijn é certamente o mais popular supermercado holandês e é uma visita obrigatória! Primeiro, porque vale a pena espreitar as prateleiras e tentar entender melhor o que comem os holandeses – muito pão, muitos molhos e peixe seco. Depois, porque durante a sua viagem a Amesterdão tem de me prometer que vem aqui almoçar. Isto implica, aparecer no Albert Heijn pelas 12h00 e começar a apreciar os holandeses a comprarem as suas saladas, sanduíches e comida feita. O supermercado tem um microondas, onde pode aquecer o almoço. Depois, é sair e sentar nas escadas e comer, enquanto vê as bicicletas passar! Não se pode ser mais holandês do que isto!

10. Arte urbana em Amesterdão

Como cidade cool que é, também esta cidade está cheia de arte urbana pelas ruas. Aliás, existem várias tours em Amesterdão só dedicadas à arte urbana. Aliás, não é à toa que a cidade seja das primeiras a ter o um museu dedicado á arte urbana. Nesse sentido, aproveite para visitar o Street Art Museum Amsterdam (SAMA), onde além de tours, têm também uma colecção que pode visitar.

11. Quando o sol é um evento

Se vão visitar Amesterdão e está sol, riam muito e sintam-se muito felizes e afortunados, ok? Durante todo o ano, excepto no verão, nunca tomem o sol como garantido, pois às vezes é mesmo de pouca dura. Tipo dois minutos! É nestes momentos que os parques se enchem, assim como as ruas e os canais – e são todos mais felizes!

Os holandeses sabem disso e, por isso mesmo, são obcecados com apps do tempo, onde tudo é cronometrado ao minuto! Assim sendo, juntem uma à vissa lista de apps de viagem.

12. Tulipas em Amesterdão

tulipas-Amesterdao

Inevitavelmente, as tulipas estão associadas a Amesterdão e ao país. Aliás, durante todo o ano, poderá encontrá-las à venda na cidade, o que dá sempre um colorido extra, mesmo em dias mais escuros! Contudo, se for visitar Amesterdão durante a primavera e o verão, irá ver também vasos floridos por toda a cidade – um amor!

13. Mercados de segunda mão

Há muitos, sobretudo ao fim de semana! Além disso, os holandeses levam a sério o conceito de segunda (e décima) mão e é possível encontrar verdadeiras pexinxas. Afinal, o lixo de um é o luxo do outro!

14. Casas em Amesterdão

Amesterdao visita

Obviamente que a arquitectura de Amesterdão é única, linda e até muito característica. Todavia, a razão pela qual lhe digo para ficar de olho em Amesterdão é para apreciar as (muitas) casinhas tortas! Afinal, não se esqueça que Amesterdão está construída em cima de água! Na verdade, o país tem cerca de 30% do seu território abaixo do nível do mar.

15. O idioma

Como referi antes, o idioma oficial é o neerlandês. Contudo, os holandeses devem ser dos povos que melhor inglês falam! Além disso, são super descomplexados e usam o idioma com frequência, seja no ambiente laboral ou para ajudar turistas perdidos!

 

16.  I amsterdam City Card

comprar-o-i-amsterdam-city-card-compensa
Cartão I amsterdam City Card

Se é daqueles viajantes que adooora museus ou quer também explorar os arredores de Amesterdão, então talvez lhe compense investir e comprar o I amsterdam City Card. Este cartão possui várias modalidades (24 horas, 48 e assim sucessivamente) e dá acesso gratuitos aos principais museus da cidade, mas também a todos os transportes públicos de Amesterdão.

 

… e assim termino este guia para visitar Amesterdão. Espero que tenham gostado!