viajar-africa-do-sul

Guia para viajar na África do Sul

Sobre viajar na África do Sul, o maior elogio que posso fazer é que ainda hoje penso que feliz poderia ser eu a viver naquele país! Sinceramente, para alguém que quer ver bichos, cheirar a terra africana, confirmar que o pôr-do-sol por aquelas bandas é mesmo lindo e ainda comer e beber bem, a África do Sul é o país ideal. Além disso, muitos consideram-na como o melhor país para quem quer começar a viajar por África, porque é dos mais desenvolvidos e ricos países do continente. Pessoalmente, acho que é tudo isso e muito mais, com a vantagem de ter elefantes e pinguins (sim, há pinguins!) ainda uma costa que dá, fácil, fácil, 5 a zero à costa alentejana – desculpem lá! Assim sendo, aqui ficam 10 coisas que precisam de saber para planear a vossa viagem pela África do Sul.

africa-do-sul-viajar

1. Segurança na África do Sul

Infelizmente, a maioria dos receios das pessoas relativamente a viajar pela África do Sul relaciona-se com a segurança. Assim sendo, é por aqui que começamos! Dos 83274 mil avisos que recebemos, acatamos um terço. Isto não significa que a África do Sul seja um paraíso e sem violência. Muito pelo contrário e a prová-lo estás a estatísticas. Além disso, o que mais assusta quanto à violência na África do Sul é o quão arbitrária é. Contudo, andamos muito a pé e muito menos, nos fechamos em casa. Ainda assim, nunca esticamos a corda, ou seja, antes da meia-noite estávamos em casa. Além disso, o perigo maior é nas grandes cidades, nas localidades pequenas era tranquilo.

Em Joanesburgo todos nos diziam que nem pensar, andar a pé pelo centro da cidade, não, não e não. Tentamos fazê-lo para fazer um caminho de A a B de cerca de 40 minutos e foi terrível. A pobreza, os cheiros, sermos olhados de alta a baixo – um horror. E sobretudo aquela sensação de estar num sitio onde a vida vale menos que nada e só pensar “como e porquê, esta gente tem de viver assim?!”. Durante o trajecto, como houve um rapaz que nos começou a seguir e tínhamos de passar um túnel escuro, acabamos por desistir ir de táxi. Ou seja, conseguimos caminhar durante 25 minutos.

2. O que fazer na África do Sul

Além de ser um país com uma história riquíssima, mesmo que triste e revoltante, a África do Sul é um país do caraças! Cape Town é sem dúvida uma das cidades mais visitadas (e lindaaaaas – a evocar muito o Rio de Janeiro, graças àquela mistura de montanha e mar). Além disso, é perfeita para os amantes de surf e, claro, safaris! Ainda hoje para mim, o safari que fiz no Kruger está entre as experiências de viagem mais incríveis da minha vida!

Safari no Kruger Park

A par de tudo isto, é também um país incrível para fazer uma roadtrip. Aliás, a Garden Route é bastante popular. Além disso, as estradas são francamente boas!

3. Como são as pessoas na África do Sul?

Sinceramente, só posso dizer bem, pois foram sempre muito simpáticas e solicitas connosco. Falavam, perguntavam, contavam coisas. Sendo que por ser brancos, tínhamos também a vida muita facilitada. Infelizmente, o racismo na África do Sul é uma realidade e ainda é comum ver empregadas de farda (negras, obviamente) atrás dos senhores brancos. Aliás, os putos que fazem km a pé para a escola são negros. E só na segunda semana de viagem é que entrei num restaurante com brancos e negros a servirem, ainda assim, nota-se que as coisas estão a mudar!

A verdade é que o país tem uma história fodid*. Nesse sentido, seja para vos inspirar, seja  entender um pouco melhor a África do Sul, recomendo que vejam os stand up do Trevor Noah na Netflix, sobretudo os primeiros. Ele é um humorista sul-africano e usa muito a história dele nos seus espectáculos.

4. A África do Sul é cara?

É.
Não é.
Quando andei a viajar na África do Sul, achei os preços muito parecidos com os europeus. Como  sempre, tudodá para fazer opções baratas (comi muito pão com queijo. Todavia, comer fora, atracções, etc. possuem preços bem Europa. Afinal, estamos num dos países mais ricos do mundo, ou seja, não esperem cá bagatelas, nem preços tipo Sudeste Asiático! Mas há também muitos mercados de rua e a gasolina é (bem mais) barata do que aqui!

5. A comida na África do Sul é boa?

É, e MUITO. Aliás, tendo em conta a enormidade do país, podem também contar com uma gastronomia bem variada – sobretudo em Cape Town, a Cidade do Cabo, que é possivelmente a cidade mais multicultural da África do Sul. A par da Malásia, só aqui encontrei comida indiana tão boa como aquela que me recordo de comer na Índia.
Quanto à gastronomia da África do Sul, de um modo geral é muito à base de carne e churrascos – sim, são muito carnívoros! Mas verdade seja dita, foi das melhores carnes que comi na vida. Aliás, a industria da carne, inclusive exportações é gigante no país.

6. E a bebida?

Quanto à bebida, bem, amigos… os vinhos são M A R A V I L H O S O S! Afinal, viajar na África do Sul implica ver muita praia, savanas e, claro, vinhas – muitas vinhas.
Na altura que andei a viajar pela África do Sul, vivia em berlim, onde sofria horrores com o vinho mau (era mesmo muito mau!!). Por isso, na África do Sul, vibrava cada vez que pedia o vinho mais barato e era simplesmente maravilho!
Sobretudo na região de Cape Town há muitas vinhas. Aliás, em Hermanus vistamos uma lindíssima mesmo – casava-me ali. Conhecemos as empregadas super simpáticas e uma delas, já bem tocada pelo álcool (ossos do oficio), ofereceu-nos as garrafas que já estavam quase no fim e eu só pensava “é isto! Eu devia era trabalhar num sitio destes”!

7. Como são os transportes na África do Sul? É fácil viajar pela África do Sul?

viagens-baratas-africa-do-sul.png

Relativamente a transportes públicos, há comboio e há autocarros, mas eu não experimentei. Em Cape Town era possível caminhar para todo o lado e só duas vezes usámos o Uber. Já em Joanesburgo, usamos sempre o Uber. Quanto ao resto da viagem, tivemos de alugar carro!

Em 3 semanas, fizemos 4 606 km de carro!!

A verdade é que viajar pela África do Sul, transportes públicos são mito. Ou não há, ou são poucos ou não chegam onde queremos… Moral da história: alugamos um carro – que é bem mais barato do que na Europa, verdade seja dita. Além disso, as estradas são óptimas super seguras.

E sabem aquelas historias de policias corruptos que inventam multas, para sacar dinheiro aos estrangeiros? Pois bem, fomos parados e aconteceu – pedia-nos qualquer coisa como 50€, o ordinário. Lá-se-me-deu uma luz e disse, “sim, senhor a lei é para cumprir, passe a multa, que a gente paga na esquadra mais próxima. Como? A esquadra está longe? Ora, não faz mal, somos gente séria e pagamos o que é devido”. Moral da história: deixou-nos ir sem pagar nada.

8. Alojamento na África do Sul

hotel-africa-dol-sul.png

Pessoalmente, optamos por fazer Airbnb em Cape Town e Joanesburgo, porque queríamos muito conhecer pessoas e entender, assim, melhor o país. Contudo, no resto do país, como fomos de carro, fomos muito ao espírito de “um dia de cada vez”. Por essa razão, acabámos ficamos em hosteis, pensões, pseudo-tendas com girafas no jardim, casas familiares,… enfim: um pouco de tudo!

Obviamente que o facto de irmos assim, ficou também mais caro. Reservar tudo com antecedência é mesmo a melhor forma de poupar em viagem.

9. África do Sul clima: Quando ir?

Para começar, não há um clima na África do Sul. Há climas! O país é gigante, com o Atlântico de um lado e o Índico do outro. Sim, os Verões são muito quentes e no inverno são comuns as temperaturas negativas. E lembre-se, quando estamos no verão, lá é inverno. Assim sendo, aproveite para ir entre Novembro a Marco e lembre-se que Dezembro e Janeiro são os meses quentes por lá.

10. E viajar sozinho pela África do Sul, recomenda-se?

Apesar das questões se segurança, sinceramente, acho que sim. Sobretudo por causa do surf, há muitos viajantes a solo a viajar na África do Sul. Como disse antes, obviamente que há cuidados a ter, mas fora isso, é tudo bem tranquilo e e as pessoas bem amigáveis. Além disso, como todos falam inglês, a coisa fica mais fácil.