especiarias-ervas-aromaticas

Viagem pelos países e pelos sabores das especiarias e ervas aromáticas

 

Cada viagem tem um sabor diferente, seja pelas pessoas, pelos locais, pelas experiências e, obviamente, pela comida. E, claro, pelas especiarias. Aliás, pelas especiarias e pelas ervas aromáticas – por favor, não confundir as duas! Nas ervas usam-se sobretudo as folhas.

Assim sendo, aqui fica um apanhado de viagens, sabores, especiarias e ervas aromáticas:

Viagem pelos países e pelas especiarias e ervas aromáticas.

  • PORTUGAL, o louro sempre o louro. Ou é só a minha mãe?
  • IRÃO, açafrão. Até porque lá usa-se açafrão à séria, não é a aldrabice a que estamos acostumados.
  • ITÁLIA, alecrim. Nos jardins, na carne… em todo o lado. E o basílico, obviamente.
  • ALEMANHA, talvez pelo chá de limão com gengibre, mas faz-me muito recordar a Alemanha.
  • INDIA, comer na Índia é uma explosão de sabores. Nunca há apenas uma especiaria num prato, mas sem dúvida que a pimenta é rainha.
  • PERU, como fazer um ceviche sem coentros? COMO?
  • TAILÂNDIA, e quem diz um  ceviche, diz um Pad Thai? COMO??
  • TURQUIA, outro país onde adoram misturar especiarias, mas com resultados bem menos picantes e toques mais mediterrâneos. Ainda assim, o sabor do cardamomo no café é das melhores recordações que tenho.
  • JAPÃO, ok, ok, o caril (cury) não é uma especiaria. É uma mistura, eu sei disso, mas deixem-me associá-lo ao Japão, porque foi das experiências gastronómicas mais inesperadas da minha vida. Sempre que pensamos em comida japonesa, pensamos em sushi, certo? Obviamente que há 2938 coisas mais, mas e se disser também que o caril é um prato típico japonês? O prato literalmente é servido dividido em dois. De um lado arroz branco e do outro o caril. Ao caril poderá juntar imensas combinações. Eu sei que a minha favorita é estranha, ainda hoje não sei como inventei tal coisa, mas é DELICIOSA: caril com queijo e ovo.
  • TAILÂNDIA, aqui descobri uma especiaria nova, a cúrcuma, também conhecida como açafrão-da-terra, uma planta da família do gengibre.
  • MARROCOS, apesar dos 2 kilos que há em cada chá marroquino, ainda hoje o meu coração bate forte pelo chá com menta.

É incrível pensar que além de servirem para cozinhar, as especiarias ajudam também a conservar os alimentos – não foi à toa que numa época sem frigoríficos, o Vasco da Gama e outros se tenham empenhado tanto a chegar à Índia por mar, para não ter de pagar portagens por essa Europa fora. E mais, já pensaram na quantidade de produtos de cosmética e farmacéutica onde as especiarias e as ervas aromáticas são usadas?