como-viajar-mais

Como conseguir viajar mais, sem ter de se despedir ou ser milionário

Como viajar mais | João Barrigudo

Gostava de viajar mais, sem ter de deixar o trabalho? Afinal, isso de deixar tudo para ir viajar é muito lindo, mas nem sempre é possível! Até porque, no fim do dia, quem é que pagaria as viagens, certo?
Assim sendo, veja como conseguir viajar mais, sem ter de deixar o seu trabalho!

1. No início do ano, olho no calendário

Esta sempre foi a minha técnica, quando trabalhava no escritório. Assim que o novo ano estava prestes a chegar e lá andava eu a ver o calendário e a analisar matematicamente feriados e possíveis pontes. Muitas vezes, graças a isto, conseguia estar quase um mês de férias, gastando poucos dias úteis.
Nesse sentido, a Páscoa é o ideal, porque está também rodeada de outros feriados, como o 25 de abril ou o 1º de maio – no caso de Portugal. Além disso, sempre é mais barato viajar nesta altura do que no verão, por exemplo.

2. Faça uma boa gestão das férias

Sempre tive problemas em entender aquelas que pessoas que “ups, tinha X dias de casa e não os usei!” Como, senhores?
Além disso, há vários países, como no Japão, em que os empregados são obrigados a tirar férias. Como, senhores?
Adiante, evite que isto aconteça e aproveite bem os seus dias de férias: USE-OS! Para isso, faça bem as continhas e tenha tudo apontado na agenda!

3. Aproveite os fins de semana

Para conseguir viajar mais, é tudo uma questão de organização. Existem vários destinos na Europa e/ou em Portugal, que pode visitar durante um fim de semana. Nesse sentido, é ir sexta ao fim da tarde/noite e voltar domingo à noite/segunda bem pela manhã – há muito voo da Ryanair às 6h00!  Se acha que precisa de mais tempo, pode sempre pedir uma segunda ou sexta-feira de férias.
Verá que quando voltar ao trabalho, pode regressar até mais cansado, mas irá também mais feliz.

4. Tem frequentemente temde viajar a negócios?

Então, aproveite bem esse tempo e peça mais dois, três ou mais dias e aproveite melhor o destino. A maioria das pessoas, seja por medo ou vergonha, quase nunca pergunta, perdendo assim a oportunidade de viajar mais.
Nestes casos, os voos estão pagos, o que é sempre uma vantagem. Logo, aproveite!

5. Pedir dias de férias, em vez de mais dinheiro

Como conseguir viajar mais? Negociando com a sua empresa.
Por exemplo, em vez de um salário, peça mais dias de férias, por exemplo! Peça tempo para si! Sei que no contexto português, isto quase parece obsceno, mas cada vez mais empresas estão abertas a este tipo de negociação, assim como empregados!
Aliás, também é cada vez mais comum que em troca de bons resultados, as empresas premeiam os funcionários com dias de férias. Pessoalmente, aconteceu-me já por duas vezes, em duas empresas diferentes.

6. Pedir maior flexibilidade horária, em vez de mais dinheiro

Um horário flexível permite-lhe, por exemplo, trabalhar mais de segunda a quinta para depois ter a sexta-feira livre. Enfim: com um horário flexível, é você quem decide como e quando faz o seu trabalho, sendo uma excelente forma de como conseguir viajar mais. Afinal, poderá até trabalhar durante a viagem!

7. Transferência para outros escritório

Obviamente que isto não será uma possibilidade para muitos profissionais, contudo se trabalha numa empresa internacional, com escritórios pelo mundo, por que não?
Fale com o seu chefe sobre a possibilidade de trabalhar num dos outros escritórios da empresa. Se ele disser que sim, mude-se, mesmo que por pouco tempo, e aproveite para conhecer uma nova cidade e cultura. E, claro, para explorar também o país, assim como as redondezas!

8. Pedir um ano sabático

Um ano sabático é um período de tempo que pede à sua empresa e em que deixa de trabalhar. Logo, também de receber, contudo que lhe garante que após esse tempo, poderá voltar ao emprego, sem correr o risco de perder o trabalho.
Conheço várias pessoas que o fizeram. O tempo varia, pois depende do que cada trabalhador negoceia com a empresa.

Em Portugal, a ideia de ano sabático está associada aos estudantes – o famoso gap year. Contudo, em países como na Alemanha ou Espanha, este conceito está mesmo legislado e pensado para trabalhadores.

Conheci na indonésia uma portuguesa que tinha conseguido um ano e tinha uma amiga que trabalhava num laboratório, que todos os anos, tirava uns quatro meses e ia à vida dela. No caso da primeira, ela passou um ano a juntar dinheiro e até sugeriu uma pessoa para a substituir, fazendo uma proposta completa à empresa. Ou seja, é possível.

9. Nómadas digitais: Trabalhar & viajar

nomadismo-digital

Como conseguir viajar mais? Viajando e trabalhando, ou seja, ser nómada digital.
Certamente que já ouviu falar dos nómadas digitais, profissionais cujo trabalho é feito online (programadores, professores, designers, psicólogos, etc.) e que trabalham remotamente. Se acha que o seu trabalho se enquadra nestes moldes, por que não discutir essa possibilidade com o seu chefe?
Convença-o de que é bom no que faz e responsável e que ele (o chefe) acabará poupando. Afinal, é menos um no escritório, logo menos consumo ao fim do mês!