comida-na-india

Dicas para comer na Índia

 

comida-na-india
Não há meios termos, da Índia ou se ama ou se odeia.

Quando pensamos em comida indiana, pensamos em comidinha boa, de cheiro intenso, certo? Contudo, para muitos, comer comida indiana na Índia (salvo seja), significa pensar em indisposições e diarreias – e fico-me por aqui, que não faz falta ser muito visual. Eu fui, sobrevivi e aqui ficam algumas dicas para comer na Índia e ser feliz!

via GIPHY

1. Comer na Índia

Para começar, comer comida indiana na Índia e comer comida indiana noutro sítio qualquer fora Índia, não é de todo a mesma coisa. Mesmo. É diferente, mas para melhor, muito melhor!

2. Nunca deite comida fora

Pessoalmente, acredito que da Índia ou se ama ou se odeia. Isto, porque é um país de extremos e, sobretudo, muito pobre. Mas muito pobre na Índia é mesmo muito pobre e, infelizmente, não se resume a apenas três ou quatro pessoas. Aliás, um passeio na rua de cinco minutos são muitos murros no estômago, capaz de nos pôr a repensar na vida, na condição humana e sobre o mundo feio, onde vivemos. Por isso, s lhe sobra comida, não deite fora,  há muita gente na rua que ficará grata.

Aliás, mesmo em Portugal ou noutro país, nunca deite fora. Nestes casos, eu levo sempre a comida, que fica para mim ou para alguém que encontre na rua.

3. Coma onde vê gente

E por gente, entenda-se, locais onde comem os indianos. Afinal, se eles sobrevivem, tu também. E, convenhamos, eles sabem.

4. Na dúvida, pergunte

A maioria fala bem inglês e são muito amigáveis. Não tenha medo e pergunte onde comer. Não pergunte pelo melhor restaurante, pergunte: “E o senhora/a senhora, onde é que come?”

5. Na dúvida, aponte

Embora um dos idiomas oficiais da Índia seja o inglês e quase todos o falem, pode acontecer que não. Na dúvida, aponte para as imagens do menu ou para o prato da mesa ao lado. É a Índia, ninguém se ofende.

6. Pouco picante, médio ou muito picante

Esta é daquelas dicas para comer na Índia de ouro. A menos que vá a um sítio mais turístico, onde têm mais cuidado com os temperos, na comida de rua, isso não vai acontecer. Ainda assim, é comum que perguntem o nível de picante.
Mesmo que seja um valentão, daqueles que adooora comida picante, aconselho o “pouco picante” – está na Índia.

7. A comida regional na Índia

A Índia não é um país, é um continente. Cada região tem um idioma, história e cultura própria. E, claro, uma gastronomia diferente, que varia de região para região. Uma das mais importantes dicas para comer na Índia, é ter sempre presente que aquilo que come na região X, muito possivelmente não vai encontrar na Y.

8. Comer na rua e comer num hotel

Uma das história mais tristes que ouvi sobre uma viagem na Índia, foi a de um casal que foi lá passar a lua-de-mel. Hotel lindo, dourados, pétalas de rosa e tudo top dos tops.
O noivo passou a lua-de-mel a comer comida de hotel e sempre e apenas… arroz branco.
Ela, pelo contrário, comia tudo o que via na rua.
Ele passou mal do estômago. Ela não.
Na Índia, muitos dos nossos padrões de limpeza ou de serviço passam a secundários. Além disso, muitas vezes, nem é o sujo. É ser velho mesmo.

9. Carne de vaca

Sim, confirmo: a vaca na Índia é sagrada e não se come. São melhor tratadas que qualquer outro animal – e até pessoas! Mesmo nas regiões onde a maioria dos habitantes é muçulmana ou cristã, dificilmente encontrará carne de vaca.

10. Experimente tudo

… e pergunte. O que é, como se faz, ao que sabe, como se come, o nome…! Os indianos adoooram falar e têm orgulho na sua história e cultura.

 

Eu comi, experimentei! Comi na rua, em restaurantes, em casamentos – sim, fui convidada a um! Mas até eu, a inconsciente de serviço, tinha cuidados básicos. O principal era com a água e só bebia água engarrafada.
Podia até lavar os dentes com água da torneira, mas só bochechar. Beber não.