cholitas-wrestling-la-paz

Cholitas Wrestling em La Paz: Tudo o que precisa de saber

Primeiramente, para ver o Cholitas Wrestling em La Paz, não é preciso, nem gostar de wrestling, nem perceber do tema. Vão por mim: eu não gosto e percebo zero, ainda assim recomendo e é suuuuuuuper divertido! E, sem dúvida, que merece estar na vossa lista sobre o que fazer em La Paz.

Cholitas é o nome pelo qual são conhecidas as mulheres indígenas na Bolívia. Se estão vão viajar para a Bolívia, irão vê-las por todo o lado, com o chapéu de côco, grandes xailes e largas saias. Obviamente que na hora de lutar, também elas lutam assim vestidas – as muitas saias fazem um efeito lindo! Contudo, quais profissionais, tiram antes os brincos e o xaile.
Tal como no wrestling a sério, também nas Cholitas Wrestling, é tudo coreografado. Além disso, como é claro que é palhaçada, a coisa ainda é mais levada ao extremo.

A minha experiência no Cholitas Wrestling em La Paz

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por João Barrigudo (@joaobarrigud0) a


Na minha opinião, acho que tive sorte, pois sem saber, fui no domingo que coincidiu com o Dia de la Mamá na Bolívia (Dia da Mãe). Ou seja, o ambiente era beeeem familiar e pelo meio houve sorteios, entrega de flores e de bolos, beijinhos e muito mais. Além disso, o que mais preocupava (que fosse coisa para turista ver), não se revelou verdade: havia MUITOS bolivianos.

Ora bem as lutas da cholitas são coreografadas, como disse antes. O que não significa que não deva haver quem se aleija a fazer aquilo. Sobretudo, é palhaçada autêntica. Desde as músicas com que se apresentam, à forma como interagem com o público.
Além disso, não são apenas as cholitas que lutam. Na minha sessão, apareceu também o lobisomem (o “hombre lobo), a múmia, o lutador Cinderela e muitos outros. Ou seja, há também pilas que se juntam à comédia. Sendo que cada um, com roupa mais ridícula do que outra! Pelo meio, muita licra, brilho e purpurinas.

Agora imaginem umas quantas sessões disto, com o público a vibrar e sempre a dar palpites, entre eles um: “bate também ao árbitro”! E eles batem. E o árbitro bate em todos. Um circo de non sense, com algumas boas piadas pelo meio!

Eu ainda tive o bónus de ficar sentada ao lado de uma família boliviana (com duas miúdas lindas e a mais pequenina a merecer o título de Miss Simpatia), que eram tão bons de apreciar quanto o espectáculo. Gritavam, riam-se, atiravam pipocas, metiam-se com os lutadores, tiravam fotos,… .O melhor era mesmo a avó, uma velhinha adorável, que chegou a prometer uns socos a um dos lutadores. Quando ele chegou ao pé dela, ela só gritava: “vas a pegar a tu mamá? A tu mamá? A tu mamá?”. Ele lá simulou que batia com os tomatinhos na cerca, fez todos rir, foi-se e a vida seguiu melhor que antes. No final, recebi duas beijocas delas e fui para casa feliz.

Local e horário do Cholitas Wrestling em La Paz

wrestling-cholitas-em-la-paz

Embora esteja no município de La Paz, o Wrestling das Cholitas realiza-se no El Alto. Ou seja, é o pretexto ideal para conhecer uma das mais jovens cidades da Bolívia e também a cidade mais alta do mundo! Para chegar aqui, basta apanhar o teleférico de La Paz e caminhar uns 10 minutos. Embora existam várias tours em La Paz, sinceramente acho que podem ir por vossa conta, mas cada um sabe de si.
Todas as terças-feiras e domingos há espectáculo, das 16h00 às 19h00 e o bilhete custa 50 bolivianos por pessoa, ou seja, nem 7€.

  • Eu fui ao domingo e assim aproveitei para dar umas voltas pela feira do El Alto (é enorme), que se realiza às quintas e domingos. Quanto ao horário, não sei se foi pontual ou não, mas a coisa começou eram quase 17h00, tendo terminado às 19h00.

Cholita Wrestling
Multifuncional de la Ceja de El Alto, La Paz, Bolivia
Calle 4 Villa Dolores entre y, M, Sempertegui,
La Paz, Constantino D. Medina, El Alto

Mais umas coisinhas:

Para começar é preciso ter em conta que isto não é um espectáculo de alta sofisticação, nem bancadas vip, ok? Embora as lutas de cholita em La Paz e no resto do país sempre tenham sido populares, a verdade é que se iniciaram como uma forma de empoderar as mulheres e ajudá-las a combater o assédio e a violência doméstica. Durante décadas (anos? Séculos?), o termo “cholita” era usado de forma negativa, referindo-se às mulheres indígenas que vinham do meio rural para trabalhar na cidade. Atualmente, isso está a mudar e estas mulheres cada vez mais clamam respeito e consideração. O Cholitas Wrestling em La Paz é apenas um lado dessa mudança. São duas horas (ou três) de non sense total. Por isso, divertiam. Afinal, é isso que fazem também os bolivianos!
Isso e levem um casaquinho, pois a partir das 18h00 faz um frio do caralhinho – pardon my french!